NOVA SESSÃO DEBATE SOBRE UM DRAMA ANTIGO



SÁBADO, 28 DE JANEIRO, 16H na Rua de Santa Catarina, 730 – 2º andar no Porto: o GRUPO LOCAL 6 DA AMNISTIA INTERNACIONAL promove nova SESSÃO DEBATE ABERTA AO PÚBLICO sobre o drama dos REFUGIADOS.

Como os órgãos de informação não tratam convenientemente o tema dos refugiados, vindos das guerras do Iraque e da Síria, o Grupo do Porto da Amnistia Internacional mantém-se preocupado com o drama de milhões de pessoas.

Neste sentido, o problema mantém-se e é até agravado já que, a cada dia que passa aumenta o sofrimentos das pessoas, incluindo as crianças, que são 1/3 dos refugiados. Com a chegada do inverno este sofrimento agravou-se, provocando mesmo vítimas mortais.

A política desenvolvida pelos países da União Europeia é má pois baseia-se, neste momento, num acordo com a Turquia e este país não garante as condições mínimas que os refugiados precisam, isto é, não garante os direitos humanos elementares.

Visto a comunicação social não abordar o tema de forma profunda, devem ser as organizações não-governamentais a participar num movimento que permita divulgar esta realidade.

Os governos europeus não respeitam as suas obrigações éticas e colocam-se na ilegalidade ao não cumprirem o direito internacional relativo aos refugiados.

Assim, o Grupo do Porto resolveu organizar uma nova sessão de informação e debate sobre o assunto com Pedro Pedrosa, que chegou recentemente da Grécia, onde esteve a dar apoio e ajuda aos refugiados.

Pedro Pedrosa é membro da Amnistia Internacional Portugal e Coordenador do Cogrupos sobre os Direitos das Crianças da AI e esteve na Grécia a trabalhar como voluntário da Organização Não Governamental ERCI Emergency Response International.

Solicitamos que divulgue esta iniciativa nas redes sociais, ou que tirem uma impressão do cartaz e o coloquem no seu café,  local de trabalho, nas faculdades, etc.. Desde já o nosso agradecimento.

Cumprimentos,

Manuel Cunha
(Coordenador do Grupo Local 6 da AI)

Sem comentários: