Porque existe o Dia da Mulher?

Há alguns anos alguém me perguntou: "porque não existe o dia do homem?" Um pouco atordoada pela pergunta, pensei em como esta continha uma certa ingenuidade, como se o propósito da celebração do dia da Mulher fosse mostrar que as mulheres têm direito a ter um dia para serem lembradas e os homens não.
O dia da Mulher, embora esteja muito próximo do feminismo para alguns - sobretudo algumas - existe precisamente para mostrar essa ausência de direitos iguais entre a Mulher e o Homem. Não pretende a igualdade dos sexos, mas a equidade de direitos. Existe para quebrar silêncios que ainda não foram quebrados, para chamar a atenção para as invisíveis, aquelas que estão entre nós e não apenas em lugares distantes do mundo. Segundo o relatório anual da Amnistia Internacional, um dos maiores flagelos sociais que assalta Portugal é a violência doméstica. Apesar de haver mais denúncias, ainda há muitos casos na sombra, muitas mulheres que sofrem sem apoio ou força para mudarem as suas vidas. As mulheres, mais do que os homens, estão mais expostas a crimes sexuais, como a violação, a crimes em nome da cultura, como a mutilação genital feminina ou o uso da burca, a crimes passionais em que, não raras vezes, ainda são vistas como culpadas ou instigadoras. Além disso, as mulheres ainda auferem salários inferiores aos dos homens, desempenhando as mesmas funções, ainda lhes é dificultada a carreira profissional ou cientifica para poderem ter uma união e família estáveis, pois, de acordo com muitas mentalidades vigentes e socialmente instituídas, o seu lugar ainda se subentende que é "a casa". Basta fazer um simples exercício: procurar nomes reconhecidos de pintores, escritores, cientistas, cozinheiros, economistas, músicos... quantos nomes femininos têm direito ao seu lugar ao sol?
A nossa maior prisão é a interior, quando nos ensinam a ser menos do que aquilo que somos. É para isso que existe o Dia Internacional da Mulher: para mostrar que temos rosto, voz, vontade próprias.

Virgínia Silva - Grupo Local 6

Sem comentários: