Justiça Taliban – rapariga chicoteada



Link para o vídeo: http://www.guardian.co.uk/world/video/2009/apr/02/swat-valley-flogging


Da região de Swat, Paquistão, emergiu este vídeo que mostra uma adolescente a ser chicoteada por soldados Taliban, oferecendo uma amostra chocante da brutalidade praticada numa área que ainda há pouco tempo era pacífica, o que é um sinal da progressão da influência Taliban no país. O vídeo de dois minutes, filmado por um telemóvel, mostra uma mulher vestida com uma burka, com o rosto no chão, enquanto dois homens seguram os seus braços e um terceiro, um combatente de turbante negro, a chicoteia inúmeras vezes.

“Por favor, pare,” implora, gritando de dor. “Mate-me ou pare agora.” Um grupo de homens observa silenciosamente. Atrás da câmera uma voz dá instruções: “Segura-lhe nas pernas com força”, diz.

Depois de 34 chicotadas o castigo termina e a mulher, gemendo, é conduzida para um edifício de pedra por um militar que carrega uma Kalashnikov.

Contactado telefonicamente, o porta-voz Taliban Muslim Khan confirmou a responsabilidade dos acontecimentos. “Ela saiu de casa com outro homem que não era o marido, por isso temos de a castigar. Há limites que não se podem ultrapassar.”, disse. Defendeu ainda o direito Taliban de açoitar as mulheres que compram roupas e se vestem inapropriadamente, dizendo que tal é permitido na lei islâmica. O Guardian recebeu o vídeo através de Samar Minallah, de etnia Pashtun, realizadora de documentários e antropologista que viveu no Swat durante dois anos no final da década de 90. O vídeo tem circulado entre os residentes do Swat, por telemóvel. Minallah afirmou que o castigo tem sido aplicado durante os últimos 10 dias, no seguimento da assinatura de um acordo de paz controverso no qual o governo provincial cedeu o controlo do sistema judicial da região aos militantes talibans. “Este vídeo tem circulado porque o povo Taliban o quer ver. Querem fazer passar a mensagem de que isto está acontecer depois do acordo de paz porque é algo em que ideologicamente acreditam.”.

Fontes locais incluindo jornalistas e activistas dos direitos humanos confirmaram que o vídeo é recente (…). O porta-voz taliban afirma que foi gravado antes do acordo de paz.

Sher Muhammad Khan, responsável da Comissão dos Direitos Humanos do Paquistão destacado no Swat, disse “Eles têm cometido inúmeras atrocidades após o acordo de paz. Tomaram o controlo de toda a região. Ninguém os consegue controlar; eles decidem as disputas de acordo com os seus caprichos.”.

Desde o acordo de 15 de Fevereiro, uma combinação entre a lei islâmica e a lei tradicional tem vigorado em Mingora, a maior cidade do distrito de Swat. (…) Acredita-se que a mulher no vídeo, Chaand, tenha 17 anos (…).

Minallah e outras fontes afirmaram que a rapariga foi castigada após suspeitas de ter mantido uma relação ilícita com um homem casado. Ela não foi julgada, “todo o caso é baseado nas suspeitas de um vizinho,” disse Minallah. (...)


Fonte: The Guardian, 2 de Abril 2009
http://www.guardian.co.uk/world/2009/apr/02/taliban-pakistan-justice-women-flogging

Sem comentários: