O Capitalismo não está a funcionar...

Muitos milhares de pessoas estão já a desfilar pelas ruas de Londres e a exigir acção global contra a pobreza, as alterações climáticas e o desemprego, na primeira de uma série de manifestações que precedem a cimeira do G20 a realizar quinta-feira. O meio de convocar as pessoas para a manifestação foi a distribuição de uma edição falsa do jornal "Financial Times"-

A iniciativa "Put people first" ("Prioridade às pessoas") foi preparada por uma coligação de mais de 150 organizações, cujas sensibilidades convergem no interesse comum de que se criem mais postos de trabalho, se faça justiça e se preserve o ambiente.

"Este dia marca o nascimento de uma voz progressista poderosa", afirmou Brendan Barber, secretário-geral da confederação sindical britânica Trades Union Congress (TUC).

Neste primeiro dia, os manifestantes partiram do Embankment, à beira do rio Tamisa, para o Hyde Park, onde haverá um comício.

A polícia tem vindo a dizer que os protestos ao longo dos próximos dias estão a criar "um desafio sem precedentes", pois existe o receio de que algumas franjas dos manifestantes se tornem violentas e coloquem em risco a segurança dos participantes na cimeira. Nada está a ser deixado ao acaso, a segurança estende-se até ao fundo do rio Tamisa, com mergulhadores a trabalhar sob a superfície.

Entre os dirigentes aguardados na próxima semana em Londres contam-se os da China, França, Alemanha, Japão, Rússia e Estados Unidos.


Fonte: Jornal "O Público" na net

Sem comentários: